Tsukiji – O maior mercado de peixes do Mundo

Em uma rua, o cheiro de peixe predomina. Na outra, a menos de 500 metros dali, madames endinheiradas carregam suas bolsas de compras em uma das ruas mais chiques de Tokyo. Este é o mercado de Tsukiji, conhecido como o maior mercado de peixes de Mundo.

Às 9 da manhã, os funcionários do mercado já estão no final de expediente. (Tati Melo)

Às 9 da manhã, os funcionários do mercado já estão no final de expediente. (Tati Melo)

Localizado a poucos metros do bairro de Ginza, um dos mais chiques de Tokyo, o mercado de Tsukiji é um desses lugares onde o tempo parou. Lá, diariamente, às 3 da manhã, os peixes são descarregados vindos de diferentes partes do mundo. Às 5h, tem inicio um leilão de atuns, conhecido internacionalmente.

A vontade era grande de acordar de madrugada e ir até o mercado, mas após uma maratona de mais 20 dias caminhando, a solução foi acordar às 7 e ir para lá descobrir o que a sorte iria nos entregar.

Para quem ama comida e curte entender a particularidades de cada país, o Tsukiji é um passeio obrigatório. Caminhar pelo mercado, ver as barracas vendendo tudo que vem do mar é uma forma de compreender toda a cultura em torno do peixe cru.

Ao sair, são muitas as boas opções para comer. Nessa região, é um dos poucos lugares onde se poder comer Sushi e Sashimi sem pagar uma fortuna.

Caminhar pelo Tsukiji Market é como se nós voltássemos ao passado. (Tati Melo)

Caminhar pelo Tsukiji Market é como se nós voltássemos ao passado. (Tati Melo)

No maior mercado de peixes do mundo é vendido tudo que sai do mar. (Tati Melo)

No maior mercado de peixes do mundo é vendido tudo que sai do mar. (Tati Melo)

O mercado é um grande atacadista, portanto não há portarias ou uma estrutura voltada à turistas. Fomos entrando, fotografando. Enquanto o dia, para nós, começava. Para os funcionários das centenas de peixarias, era hora de lavar tudo, de contabilizar os ganhos do dia, de se preparar para os peixes que estavam a caminho para as vendas do dia seguinte.

No mercado as contas são feitas em pequenos pedaços de papel, a calculadora ainda não substituiu o moderno computador, a lâmpada incandescente se impõe, frente as modernas lâmpadas de LED.

Em 2016, o Tsukiji irá se mudar para uma nova região, mais afastada do centro. A área do mercado é tão valorizada que o governo japonês pretende usar o local para construir alguns equipamentos para a Olimpíada de 2020.

 



Comments

comments